Archive for março, 2008

“Paisagem e espaço não são sinônimos. A paisagem é o conjunto de formas que, num dado momento, exprimem as heranças que representam as sucessivas relações localizadas entre homem e natureza. O espaço são essas formas mais a vida que as anima. A palavra paisagem é freqüentemente utilizada em vez da expressão configuração territorial. Esta é […]


“O importante é sempre o conceito da natureza e a questão sobre a qual deve ser a relação entre natureza e arquitetura. Eu sigo o aforismo de um grande amigo meu, o brasileiro Paulo Mendes da Rocha que ganhou o prêmio Pritzker. Ele define a natureza de uma maneira que me agrada muito. Ele diz […]


“O território, pela sua organização e instrumentalização, deve ser usado como forma de se alcançar um projeto social igualitário. A sociedade civil é, também, território, e não se pode definir fora dele. Para ultrapassar a vaguidade do conceito e avançar da cidadania abstrata à cidadania concreta, a questão territorial não pode ser desprezada. Há desigualdades […]


Fixos e Fluxos

08mar08

“O espaço é o maior conjunto de objetos existente. Se ele associa o que, pela origem, tem idades diversas, tais coisas são todas, a cada momento, movidas e vivificadas por uma lei única, a lei do hoje, a que se submetem todas as relações sociais. Trata-se de uma grande lei dos movimentos de fundo, dada […]


“Em Gabriel Soares de Sousa – no seu Tratado descritivo do Brasil em 1587 – encontram-se informações valiosas sobre as relações entre homens e edifícios rurais e rios nos primeiros trechos de território brasileiro ocupados por engenhos de açúcar ou fazendas de criação. Principalmente por engenhos de açúcar. Do engenho de Jerônimo de Albuquerque – […]



Anúncios