poesia etária

05jul09

“A poesia, ela é um fenômeno etário, em determinado momento. Aos 17 anos todo mundo é poeta, junto com as espinhas na cara, todo mundo faz poesia. Homem, mulher, todo mundo tem seu caderninho lá dentro da gaveta e tem seus versinhos que depois ele joga fora ou guarda por mera curiosidade. Ser poeta aos 17 anos é fácil, eu quero ver alguém continuar acreditando em poesia aos 22 anos, aos 25 anos, aos 28 anos, aos 32 anos, aos 35 anos, aos 40 anos (eu estou com 41), aos 45 anos, 50, 60 anos. Até a gente encontrar um poeta, por exemplo como Drummond, ou como o admirável Mario Quintana, que são poetas que estão fazendo poesias há mais do que 60 anos.”

Paulo Leminski

Post Enviado por Gabriel Kogan

Anúncios


One Response to “poesia etária”

  1. 1 priscyla gomes

    “um dia
    a gente ia ser homero
    a obra nada menos que uma ilíada

    depois
    a barra pesando
    dava pra ser aí um rimbaud
    um ungaretti um fernando pessoa qualquer
    um lorca um eluárd um ginsberg

    por fim
    acabamos o pequeno poeta de província
    que sempre fomos
    por trás de tantas máscaras
    que o tempo tratou como a flores”

    P. Leminski


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: