Sustentabilidade e Autoritarismo

30nov12

“Ophuls (1977:162) escreve que: “a despeito de uma forma específica, a política da sociedade sustentável parece, provavelmente, nos mover ao longo do espectro do libertarianismo para o autoritarismo” e devíamos aceitar que “a era dourada do individualismo, liberdade e democracia está praticamente terminada”. Encarando a escalada de escassez, Heilbroner (1974: 161), da mesma forma, argumenta que há apenas um tipo de solução: uma ordem social “que combinará uma orientação ‘religiosa’ e uma disciplina ‘militar’, algo que pode ser repugnante para nós, mas que ofereceria a maior promessa para trazer a profunda e dolorosa adaptação que as próximas gerações terão que fazer”. Enquanto seus compromissos são abertamente liberais (e, no caso de Heilbroner, social democrata), os dois autores concedem relutantemente a necessidade de um tipo de autoritarismo centralizado como uma resposta “realista” para os limites dos recursos naturais e as dolorosas adaptações que esses limites inevitavelmente irão impôr sobre nós. No caso do movimento ecológico fortemente Malthusiano, e Garret Herdin é provavelmente o melhor representante disso, o apelo de soluções autoritárias é explicitamente a única possível solução política para a “tragédia dos comuns” [bens comuns]. A maioria dos escritos desse gênero presume que a escassez de recursos (e o consequente limite para o crescimento), além da pressão populacional, recai no cerne das questões ambientais-ecológicas. A parir do momento que essas questões se tornaram predominantes no começo da década de 1970, esse estilo de argumentação também esteve no topo. Em tempos recentes, no entanto, “soluções autoritárias para a crise ambiental foram abandonadas pelo movimento” (Dobson, 1990: 26). Mas há quase sempre uma borda autoritária na ecologia política.”

In Harvey, David (1996). Justice, Nature & the Geography of Diference. Oxford: Blackwell. Tradução própria.

Post enviado por Gabriel Kogan

Anúncios


No Responses Yet to “Sustentabilidade e Autoritarismo”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: