Archive for dezembro, 2012

“Um mecanismo que até mesmo define a existência humana: “Menos é Mais”. Toda forma de “mais” – transcendência, até o divino –  é arraigada em “menos”. Para ter a experiência do divino, você precisa ter a experiência – como todo bom cristão te dirá – da objeção, a finitude da sua mortalidade. Então, apenas a […]


Não gosto muito de doce. Desses doces bem doces. Não gosto muito de leite condensado, nem brigadeiro. Mas adoro tapioca e minha tapioca favorita é, infelizmente, a de coco com um pouquinho de leite condensado. Só como leite condensado com tapioca. Isso me lembra dos anos que estudava arquitetura e ia quase toda semana comer […]


A disciplina ‘Projeto do Edifício e Dimensão Urbana’, ministrada pelos professores Alexandre Delijaicov, Angelo Bucci e Marcos Acayaba, no segundo semestre de 2006 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) tinha como proposta inicial a interligação bi-oceânica entre os portos de Santos e Antofagasta no Chile. Sugeria-se assim uma reflexão […]


“A fraqueza fundamental da resposta ecológica mais usual é sua economia libidinal obsessiva: nós precisamos fazer tudo para que o equilíbrio dos circuitos naturais seja mantido, para que algumas terríveis turbulências não descarrilhem a regularidade estabelecida dos caminhos da natureza. Para nos livrarmos dessa economia obsessiva predominante, precisamos dar um passo adiante e renunciarmos a […]


Com a morte de Oscar Niemeyer se apaga definitivamente aquilo que estávamos acostumados em chamar de arquitetura. Não porque Oscar tenha inventado a arquitetura, que ressurgira para o mundo ocidental mais de 5 séculos antes de suas primeiras obras; mas porque Oscar – ao lado dos grandes arquitetos modernos que emergiram nas primeiras décadas do […]


“Embora o conceito de ideologia fosse, inicialmente, empregado por Marx e Engels no contexto de sua crítica aos jovens hegelianos, ele adquiriu, subsequentemente, um papel mais geral na caracterização, feita por eles, da estrutura social e da mudança histórica. Esse papel mais geral está já evidente em ‘A ideologia alemã’, na medida em que Marx […]


Epitáfio

04dez12

“Décio Pignatari menino imenso e castanho com tremores nascido sob o signo mais sincero e para e per e por e sem ternura quem te dirá do mando que exerceram sobre os teus cabelos os amigos rápidos as mulheres velozes e os que comem dentro do prato Estás cansado Pignatari e teu desprezo intumesceu como […]



Anúncios