Archive for maio, 2013

Perguntado por um jornalista (tolo como de costume) se ele havia lido todos os livros daquela imensa prateleira de sua casa, Derrida teria respondido que não, “apenas um, mas muito bem lido”. Pois bem, que seja isso um alento. Um parágrafo, uma página; uma rua, tanto que bem percorrida. O que teria sido aquela Rue […]



Anúncios