Archive for outubro, 2014

A origem da crise hídrica na cidade de São Paulo é econômica e política, não é natural. Os acionistas na Bolsa de Nova Iorque não estão preocupados se as pessoas estão sem água na torneira por aqui. Nesse ano de caos, os lucros projetados da SABESP são de R$1.8 bilhões e pelo menos metade vai […]


A situação da crise hídrica em São Paulo é seríssima, não apenas porque ameaça todas as bases econômicas da cidade, mas porque mostra a falência do pacto federativo no Brasil. A complexidade legal/institucional no setor das águas é surreal: a agência reguladora é federal; os conselhos e a gestão das águas são estaduais; as outorgas […]


Os acionistas da SABESP fazem a festa enquanto a população vê suas torneiras secarem. O lucro líquido acumulado de 2014 (só nos 1º e 2º trimestres, vejam relatórios) é de nada menos que R$798,6 milhões. Esse é o montante que deixou de ser investido no aumento do sistema de captação de água, na diminuição dos […]


Algumas questões pertinentes sobre o último texto (https://cosmopista.com/2014/10/14/10-mitos-sobre-a-crise-hidrica/) chegaram até mim. Tento responder: 1- “No atual cenário, a água pode mesmo acabar?” Devemos complementar a pergunta: Quando? Para quem? O sistema de represas de São Paulo está todo interligado, ou seja, é possível bombear água de um lugar para o outro, inclusive para o reservatório da […]


Gostaria de desmistificar alguns pontos sobre a crise hídrica em SP, assunto que tangencia minhas pesquisas acadêmicas. 1- “Não choveu e por isso está faltando água”. Essa conclusão é cientificamente problemática. Existem períodos chuvosos e de estiagem, descritos estatisticamente. É natural que isso ocorra. A base de dados de São Paulo possibilita análises precisas desde […]


A exposição de Mira Schendel na Pinacoteca não faz jus à obra da suíço-brasileira. A arte é intocável, é como um santo em um altar, uma rainha cercada por seus guarda-costas. Ai de quem resolva perfurar barreiras. Alarmes soarão e tiros serão disparados. “Não pode soprar”, foi o que ouvi do segurança, ao respirar próximo […]



Anúncios