Posts Tagged ‘Lina Bo Bardi’

Com exceção do problemático livro do francês Yves Bruand, “Arquitetura Contemporânea no Brasil” de 1981, nenhum autor se aventurou a escrever o que seria uma ‘história da arquitetura brasileira’. Talvez esta fosse uma missão grandiosa demais, não apenas pela qualidade da arquitetura produzida no Brasil no século XX, mas também pela quantidade e complexidade de […]

Publicidade


Picasso pegava restos de madeira e alguns arames enferrujados e transformava-os em um queixo de um cinocéfalo. Tom Zé pega o queixo do cinocéfalo de Picasso e o transforma em restos de madeira e em alguns arames enferrujados. Edgar Allan Poe, John Cage, Platão, João Gilberto: o supra-sumo da beleza reduz-se a sua essência no discurso tropicalista do […]


    Como ‘boas-vindas’ para aqueles que chegam e que ainda chegarão, segue uma espécie de memorial de Lina Bo Bardi para o SESC Pompéia, ainda inédito na internet. A obra e o texto de Lina são uma lição de arquitetura que perdura ainda jovem até hoje. Mais, é um paradigma de um posicionamento ético […]


  Este projeto foi feito pela equipe de Lina Bo Bardi para o concurso de projetos para o Vale do Anhangabaú, em São Paulo, em 1981. Segue o memorial descritivo da proposta:   “J’aime mieux New York! C’est hideux, mais c’est Ioyal, C’est la cite du ‘hard-labour’… Le Corbusier La Ville Radieuse   O vale […]